Conheça a Remoção Segura de Amálgama!

Entenda como um procedimento simples pode fazer a diferença na prevenção de doenças como Alzheimer, Depressão e Infarto.

Veja o vídeo e Saiba Mais!

Dezenas de estudos já apontam os riscos da exposição ao mercúrio!

O que a Remoção Segura de Amálgama pode fazer por você?

SAÚDE

Retirar restaurações de amálgama de forma segura é diminuir a exposição ao mercúrio, que pesquisas apontam ter relação com uma baixa do sistema imunológico!

SEGURANÇA

Retirar restaurações de amálgama sem os cuidados necessários é arriscado, porque pode causar uma exposição excessiva ao mercúrio. Procure um profissional capacitado!

PREVENÇÃO

O excesso de mercúrio tem sido apontado como fator de risco para diversas doenças. Retirar o amálgama dos dentes é um passo importante para se prevenir!

Por que remover o Amálgama?

Por que remover o Amálgama?

As restaurações de amálgama são compostas em mais de 50% por mercúrio. No dia a dia, pequenas quantidades de mercúrio são liberadas frequentemente e são respiradas.
 
O nosso corpo está preparado para se proteger das pequenas quantidades, mas após vários anos com a restauração e o nosso corpo se defendendo diariamente, ficamos sujeitos a uma alta exposição de mercúrio, principalmente em casos de pacientes com várias restaurações.
 
Além disso, vários estudos tem apontado a relação do mercúrio com diversas doenças, como:
  • Doenças neurológicas, como Alzheimer e Mal de Parkinson;
  • Doenças cardíacas, como Infarto Agudo do Miocárdio e Hipertensão;
  • Doenças psicológicas, como depressão e ansiedade;
  • Problemas de fertilidade, causando dificuldade para engravidar;
  • Doenças renais e baixa da imunidade, dentre outras.

Por que remover de forma segura?

Ao escutar sobre esses riscos, muitos querem retirar essas restaurações imediatamente. Porém, poucos sabem que retirar essas restaurações sem segurança é um risco ainda maior do que deixá-las em boca.
 
Existem vários cuidados essenciais, como suplementação, isolamento, oxigênio e técnicas específicas para diminuir a liberação de amálgama no procedimento.
 

Os cuidados foram preconizados pela Academia Internacional de Medicina Oral e Toxicologia (IAOMT), portanto é importante procurar um profissional habilitado e que siga essas recomendações.

Por que remover de forma segura?

Dr. Nacélio Mesquita

O Dr. Nacélio Mesquita tem mais de 30 anos de experiência com a Odontologia, e desde 2013 começou a estudar de forma aprofundada sobre a relação da saúde bucal com a saúde do resto do corpo, e vice-versa.
 
Para se especializar, fez pós-graduação em Adequação Nutricional e Manutenção da Homeostase, com objetivo de prevenção e tratamento de doenças relacionadas à idade, com o Dr. Lair Ribeiro. Além disso, estudou e foi aprovado na realização de Remoção Segura de Amálgama pela Academia Internacional de Medicina Oral e Toxicologia.
 
O que antes só estava disponível no Sul e Sudeste do país, como em São Paulo, agora também está disponível no Nordeste, na cidade de Fortaleza: Um tratamento seguro, que olha o paciente por completo e faz de tudo pela saúde e prevenção de cada um dos que pisam na Clínica.

Perguntas Frequentes

As restaurações de amálgama são aquelas metálicas, prateadas. Eram muito comuns nas últimas décadas e tem sido cada vez menos utilizadas. Mais da metade da composição do amálgama é feita de mercúrio, que mesmo em pequenas quantidades, pode ser muito prejudicial à saúde.

O grande problema das restaurações de amálgama está no vapor de mercúrio que é liberado em mínimas quantidades todos os dias e inalado na respiração. Como são pequenas quantidades o corpo consegue se proteger. Durante o procedimento, acontece uma liberação em massa de mercúrio e, se não for realizado com os cuidados necessários, o paciente pode vir a desenvolver uma intoxicação aguda por mercúrio. Se não for feita de forma segura, é melhor não realizar o procedimento.

O procedimento é bastante simples. Basicamente, a restauração metálica é removida e o espaço é preenchido com resina composta, um material muito mais compatível com nosso corpo e que é da mesma cor do dente. A grande diferença está nas estratégias de prevenção e limitação da exposição ao mercúrio: Máscara de oxigênio, suplementação pré e pós-operatória, filtro de ar para sala, sugador de alta potência, isolamento do dente e uma técnica específica para liberar o mínimo de vapor de mercúrio possível, dentre outros pequenos cuidados. Tudo isso para garantir a saúde de cada um dos nossos pacientes.

A verdade é que essas descobertas são recentes. O amálgama era utilizado por ser muito duradouro e barato. Na época, não se sabia desses malefícios e até hoje a grande maioria dos dentistas ainda não sabem, porque nunca buscaram estudar sobre essa área específica.

O valor do investimento do tratamento vai variar bastante de caso para caso, dependendo principalmente da quantidade de restaurações que precisam ser removidas e também da extensão e profundidade delas. Para isso, sempre é solicitada uma radiografia para o paciente.

Logo Clínica sem fundo 1024x1024

A primeira clínica do Nordeste a ser reconhecida pela IAOMT como preparada para a Remoção Segura de Amálgama

Endereço: Rua Leonardo Mota, 2126. Fortaleza-CE

Telefone: (85) 3261-5153

Whatsapp: (85) 98123-0333

Entre em contato conosco!

Todos os direitos reservados -
Clínica Nacélio Mesquita